Vintage Tumblr Themes
Next Page

Ambigüidades

am.bi.güi.da.de
sf (lat ambiguitate) 1 Gram Anfibologia, obscuridade das palavras ou expressões, que pode causar várias interpretações. 2 Dúvida, incerteza, irresolução.

Memphis Slim - The Blues is everywhere


"In my garden" 

"In my garden" 


Jul 27th at 4PM / via: glossario / op: glossario / 2,787 notes
glossario:

[ o que te faz único? ] http://on.fb.me/WEGG9J

glossario:

[ o que te faz único? ] http://on.fb.me/WEGG9J


"Só uma coisa a favor de mim eu posso dizer: nunca feri de propósito. E também me dói quando percebo que feri. Mas tantos defeitos tenho. Sou inquieta, ciumenta, áspera, desesperançosa. Embora amor dentro de mim não falte."


Apr 20th at 1PM / 0 notes
A felicidade está nos pequenos detalhes..

A felicidade está nos pequenos detalhes..


Fonte: www.keepcalm-o-matic.co.uk

Fonte: www.keepcalm-o-matic.co.uk


Feb 7th at 1PM / via: poetadebotequim / op: jkika / 10,816 notes

"

" The food that I’m eating

Is suddenly tasteless

I know I’m alone now

I know what it tastes like

So break me to small parts

Let go in small doses

But spare some for spare parts

There might be some good ones

Like you might make a dollar

I’m inside your mouth now

Behind your tonsils

Peeking over your molars

You’re talking to her now

And you’ve eaten something minty

And you’re making that face that I like

And you’re going in, in for the kill, kill

For the killer kiss, kiss for the kiss, kiss..”

(Ode to divorce - Regina Spektor)

"

Jan 18th at 7PM / 0 notes

Jan 18th at 6PM / 0 notes

P.J. Harvey - Down by the water (1995)


Dec 30th at 9AM / 2 notes
No Ocidente, vivemos tempos de esperança e renovação, com a chegada do Natal e o início de um novo ano. Mas a quem se destina o direito de sonhar? Quem pode ter perspectivas?
O uso da violência, assim como, alguns mecanismos sociais são auxiliares na manutenção da dominação-exploração dos homens sobre as mulheres.
Segundo a ONU, cerca de 40% das mulheres latino-americanas já sofreram algum tipo de violência física, e 50% delas já sofreram com violência psicológica de seus parceiros.
Um estudo publicado no American Journal of Public Health revelou que 48 mulheres são estupradas a cada hora na República Democrática do Congo.
A organização TrustLaw classificou a Índia como o pior país para se nascer mulher. Em 2011 foram 24 mil casos de estupros. Mais de 2 milhões de indianas morrem a cada ano, cerca de 12% ao nascer, 25% na infância, 18% em idade reprodutiva e 45% já adultas.
As instituições sociais continuam ineficientes no que se refere à defesa dos direitos de gênero. Dessa forma, resistir é imprescindível, mas mais do que isso, é preciso romper as ideias ultrapassadas para pode mudar as atitudes. Revolucionar!
Mulheres como Malala Yousafzai, Amina Filali, Eliza Samudio, as vítimas de estupros diários na República Democrática do Congo, e o caso mais recente da estudante (sem nome) indiana estuprada por homens em um ônibus, — algumas mulheres que representam tantas outras ao redor do mundo.
Devemos conquistar o direito de ser mulher!
Fontes:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/12/121230_india_mulheres_realidade_preconceito_mm.shtml
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-08-24/no-congo-48-mulheres-sao-estupradas-cada-hora
Heleieth I.B. Saffioti - Contribuições feministas para o estudo da violência de gênero

No Ocidente, vivemos tempos de esperança e renovação, com a chegada do Natal e o início de um novo ano. Mas a quem se destina o direito de sonhar? Quem pode ter perspectivas?

O uso da violência, assim como, alguns mecanismos sociais são auxiliares na manutenção da dominação-exploração dos homens sobre as mulheres.

Segundo a ONU, cerca de 40% das mulheres latino-americanas já sofreram algum tipo de violência física, e 50% delas já sofreram com violência psicológica de seus parceiros.

Um estudo publicado no American Journal of Public Health revelou que 48 mulheres são estupradas a cada hora na República Democrática do Congo.

A organização TrustLaw classificou a Índia como o pior país para se nascer mulher. Em 2011 foram 24 mil casos de estupros. Mais de 2 milhões de indianas morrem a cada ano, cerca de 12% ao nascer, 25% na infância, 18% em idade reprodutiva e 45% já adultas.

As instituições sociais continuam ineficientes no que se refere à defesa dos direitos de gênero. Dessa forma, resistir é imprescindível, mas mais do que isso, é preciso romper as ideias ultrapassadas para pode mudar as atitudes. Revolucionar!

Mulheres como Malala Yousafzai, Amina Filali, Eliza Samudio, as vítimas de estupros diários na República Democrática do Congo, e o caso mais recente da estudante (sem nome) indiana estuprada por homens em um ônibus, — algumas mulheres que representam tantas outras ao redor do mundo.

Devemos conquistar o direito de ser mulher!

Fontes: